Pilotis

1

Em nenhuma outra cidade é comum dizer: “mãe, vou brincar em baixo do bloco!!”.

Só em Brasília. Em Brasília brincamos em baixo do bloco, namoramos em baixo do bloco, lemos em baixo do bloco, passamos em baixo do bloco…

IMG_5673 IMG_5680 IMG_5672

E o que significa “em baixo do bloco”? Usar esse espaço é possível aqui porque a maioria dos nossos edifícios do plano piloto estão sob pilotis, o que significa dizer que estão elevados do nível do solo, suspensos por pilares, permitindo que o térreo seja público e acessível a todos.

Assim planejou Lucio Costa. Assim desejavam os modernistas, que acreditavam na livre circulação do indivíduo pelo espaço, sem barreiras físicas, sem limitações. O homem faz seu próprio caminho.

IMG_5663 IMG_5666 IMG_5664

Engana-se quem pensa que um pilotis tem apenas pilares retangulares ou redondos, porque é a tipologia mais comum, utilizada na maioria dos edifícios. Temos em Brasilia exemplos de pilotis de formas variadas como nos edifícios da SQS 108, SQS 110, SQS 203 entre outros.

O pilotis é uma transição entre os espaços públicos e privados nas edificações. Geram áreas de circulação ou permanência, abrigados do sol e da chuva, bem ventilados, em que o ritmo, a disposição e escala dos pilares podem criar perspectivas e percursos bastante interessantes.

IMG_5676  IMG_5667 IMG_5675

É triste observar que, com a justificativa da segurança, alguns pilotis da cidade estão sendo fechados com barreiras físicas ou vegetação para controlar a passagem de pessoas no térreo dos edifícios residenciais, descaracterizando completamente esse recurso arquitetônico.

Em Brasília, os pilotis deveriam ser preservados livres e sem barreiras, por se tratar de característica fundamental do plano da cidade, mencionada com clareza no memorial descritivo elaborado por Lucio Costa.

IMG_5688O fechamentos dos pilotis, além de ir contra a idéia da concepção desse elemento arquitetonico, no Plano Piloto é um ato que vai contra o próprio código de obras de Brasília

É importante para nós, moradores de uma cidade moderna, tombada patrimonio da humanidade, conhecer os traços e características peculiares que tornam Brasília tão especial e diferente das outras. É importante entender o que precisamos preservar.

Vamos ocupar melhor nossos pilotis, utilizar  com mais frequencia esse espaço vazio tão interessante e democrático. É o meu desejo enquanto escrevo esse texto, em baixo do meu bloco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>