Cuidados na compra de imóvel

210977249_da533e62a4_o

Chegou a hora de sair da casa dos pais e ir morar sozinho? A família aumentou e você precisa de um espaço maior? Será que vale a pena mudar para uma casa ou apartamento? Todas essas dúvidas são naturais quando pensamos em adquirir um imóvel novo e muitas vezes ficamos sem saber o que fazer quando se trata de um investimento desse porte.

Para começar, é necessário definir qual a tipologia do imóvel novo. Casa ou apartamento? Essa resposta é bastante pessoal e envolve gostos e estilos de vida, além do orçamento disponível para o investimento.

A grande vantagem da casa é o ganho de espaço e o contato diferenciado com a área externa. É possível ter jardins, tomar sol , receber os amigos com mais conforto, talvez ter uma piscina e criar animais de estimação com mais espaço. É preciso levar em consideração que, por ser um espaço mais amplo com área externa e de lazer, além do imóvel ser mais caro, alguns gastos que um morador de apartamento não tem, por exemplo, jardinagem, limpeza de piscina e segurança, terão impacto direto nas contas mensais.

Apartamentos são mais compactos e mais seguros, além de serem mais acessíveis financeiramente. Há opções que atendem a várias necessidades, desde a quitinete ao apartamento duplex e coberturas. Tudo vai depender do seu momento de vida e situação financeira.

Independente da escolha por casa ou apartamento, é importante observar as condições de conforto térmico e ambiental do imóvel. O ideal é que os imóveis sejam bem ventilados e iluminados naturalmente, preferencialmente, que tenham janelas em extremidades opostas (vazados), para facilitar a circulação do ar. Em Brasília, uma das fachadas que mais recebe incidência solar durante todo ano é a norte. Outra fachada que sofre bastante é a oeste, recebendo o sol poente. É bastante comum nessas fachadas a utilização de paliativos para minimizar a incidência direta de luz como películas e toldos.

Outro cuidado necessário é observar atentamente a planta baixa e a distribuição dos ambientes, caso não possa visitar pessoalmente o imóvel. Se você tem dificuldade para ter a noção do espaço apenas pelo desenho, uma dica é tirar as medidas de um ambiente com o qual tenha grande familiaridade, por exemplo, o seu quarto. Saber as medidas das paredes e a metragem quadrada desse ambiente de referência te ajudará como base de comparação. Você não pode esquecer de imaginar o espaço mobiliado e ponderar se o que você já possui poderá ser reutilizado ou não. É necessário também verificar se na cozinha há espaço para todos os eletrodomésticos que você possui, ou que deseja adquirir e ainda sobra espaço para os armários.

É importante, no caso de imóveis novos, conhecer o tipo e qualidade dos acabamentos a serem empregados, por exemplo, pisos, bancadas, revestimentos de área molhada etc. Para imóveis antigos, procurar saber também o estado das instalações elétricas e hidráulicas, ficar atento a presença de infiltrações, vazamentos e trincas na estrutura.

Se, mesmo com esses cuidados, as dúvidas permanecerem, procure ajuda de um profissional, que poderá orientar e auxiliar na aquisição do novo imóvel. Essa avaliação poderá ser fundamental para que você tenha segurança na compra e curta sua casa nova sem sustos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>