As Cascatas das Tesourinhas

8d52dv927b_9jaf06uixe_file

As chuvas iniciaram um pouco mais tarde esse ano no DF, porém, basta cair a primeira chuva mais intensa para reviver todo o problema das tesourinhas alagadas e das vias que que se transformam em verdadeiras corredeiras carregando tudo pela frente.

No ano passado, não faltaram piadas sobre a nova atração turística da cidade: As cascatas das tesourinhas!

O problema dos alagamentos é causando em grande parte por um sistema de drenagem urbana subdimensionado, porém muitos outros fatores contribuem para que a situação se agrave a cada ano.

6934456f54af5ab56c6f347c6427afeb

Um dos maiores agravantes é o entupimento dos bueiros e bocas de lobo. Com o caminho para o sistema de drenagem subterrâneo obstruído, a água se acumula nas regiões mais baixas ou escoa por onde encontra vazão causando transtornos ao transito e riscos à segurança de motoristas e pedestres. Além das folhas que caem das árvores e se acumulam no solo nos períodos de seca, é impressionante a quantidade de lixo encontrado pela Novacap ao trabalhar nos serviços de limpeza e desobstrução desses elementos. Em relação às folhas, não temos muito como o que fazer além de iniciar um planejamento de remoção anterior ao período chuvoso, porém, quanto ao lixo, a responsabilidade é de cada um, e poderia ser eliminado com um esforço conjunto entre governo e população.

5cb5c69fdcabff58431a7c4c6d371390e1f50567

Você pode fazer a sua parte e não deixar o lixo exposto mais tempo que o necessário até que o caminhão recolha, embale seu lixo em sacolas resistentes, fique atento para que objetos cortantes, tecidos e garrafas plásticas estejam corretamente embalados, acione o Dique Novacap (3403-2626) ou as administrações regionais para limpeza das bocas de lobo onde observar necessidade.

CHUVA BURACO DO TATU

Outro fator que exerce grande influência na questão da drenagem urbana é a impermeabilização do solo causado pela pavimentação excessiva das cidades, impedindo que a água seja absorvida pela terra e siga seu caminho pelo lençol freático. Claro, sabemos que a pavimentação urbana depende grande parte do planejamento do governo, porém esquecemos que ao não obedecer à legislação dos lotes e construir ou pavimentar as áreas de afastamento obrigatório estipulado, estamos contribuindo para uma drenagem mais deficitária. A legislação existe com um intuito e deve ser respeitada.

CHUVA TESOURINHA2

Infelizmente, esse é mais um aspecto relacionado às cidades que dependem muito de políticas públicas mais eficazes, e que representam grandes investimentos em infraestrutura que pode não ser prioridade no momento. No entanto nós, enquanto cidadãos, não podemos ficar apenas reclamando de braços cruzados à espera de um milagre, além de cobrar os governantes, podemos fazer a nossa parte para contribuir com as questões do bem comum. Sempre há o que fazer e é uma questão de educação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>